Mitos e Verdades sobre unhas fracas

Esmalte escuro fortalece as unhas? Tirar a cutícula faz mal? Sempre ouvimos essas e outras perguntas, que muitas vezes são ditas por amigas, mãe ou avó até mesmo em forma de conselho.

Para saber o que é verdade e o que não é, a dermatologista do Hospital Bandeirantes Suzy Rabello tirou todas as nossas dúvidas sobre o que funciona ou não quando o assunto é unhas fracas, além de dicas para quem tem mania de roer as unhas. Pra anotar tudinho, hein?!

Imagem

– Manchas esbranquiçadas nas unhas são sinal de doença.
Mito – “Na maior parte das vezes as manchas brancas estão relacionadas a machucados por remoção excessiva das cutículas, que acabam por marcar a unha que está em formação. Só em casos muito específicos como em quem sofre de insuficiência renal, por exemplo, as manchas brancas podem estar relacionadas à doença.”

– Unhas amareladas são um problema.
Mito – “O amarelamento se deve ao uso de esmaltes escuros que tingem as unhas. Apenas se as manchas estiverem acompanhadas de espessamento das unhas elas podem indicar micoses ou psoríase.”

– É necessário deixar as unhas sem esmalte por algum tempo.
Verdade – “O esmalte deixado por muito tempo nas unhas pode danificá-las ao se deteriorar.”

– Trocar o esmalte com muita frequência faz mal.
Mito – “Apenas evite removedores à base de acetona que são mais agressivos. O pior é o uso de um mesmo esmalte por muito tempo.”

– Usar produtos como o Bepantol ajuda a hidratar a região das cutículas.
Verdade –
 “Sim, produtos assim podem ajudar.”

– Usar muito sapato fechado causa deformação nas unhas (como curvas, por exemplo).
Verdade –
 “ Mas a deformidade mais frequente das unhas dos pés causada pelos sapatos é a dos quintos dedos, onde a unha pode ficar mais espessa.”

– Ao longo do tempo, tirar sempre a cutícula deixa-a mais grossa.
Mito – “Não existe esta associação. Há inclusive pessoas com cutículas mais finas que tornam difícil a sua remoção (risco de ferir a pele ao redor), e isso não se modifica com o tempo.”

– Produtos específicos para fortalecer as unhas funcionam mesmo.
Mito – “Há bases que podem torna as unhas mais rígidas, mas quando a pessoa tem a tendência de ter unhas fracas não se modifica isto. O que funciona mesmo é evitar mexer com água e produtos de limpeza sem luvas para não danificar ainda mais as unhas e procurar auxílio de um dermatologista para checar se há uma doença provocando a fragilidade ou se é uma característica da pessoa que deve ser contornada com medicações.”

– Roer as unhas as deixam mais fracas.
Mito – “Pode haver deformidade nas unhas, mas elas não ficam mais fracas.”

Para quem não consegue para de roer as unhas, a dermato diz que isso é uma compulsão. Esmaltes de gosto amargo auxiliam no controle da vontade de roer as unhas, mas esse controle deve vir da garota, e não só depender do produto.

Unhas da Katy Perry

Já mostrei aqui uma série de nail arts da Demi Lovato, agora mostrarei de uma outra diva da música, que está sempre inovando e fazer coisas diferentes e superlegais !

Imagem

 

Imagem

Imagem

Já deu pra perceber que a Katy aaaaaama fazer nails com alguns rostinhos, como os dela mesma e do ex-marido, da família real e é claro do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama *-*

Imagem

Em uma premiére do filme Os Smurfs ela fez a carinha de todos os smurfs do desenho, super fofinho né >.<

Imagem

E com essas animações em 3D? Ficou super baphonico e divo !

Imagem

Imagem

E é claro que ela investiu nos poás e uns degradês que fica lindo nas suas unhas pontudas e longas !!

Unhas da Demi Lovato

Tá certo que a Demi é uma diva, mas tem outra coisa que ela arrsa tanto nas passarelas, quanto no Instagram, que são suas grandes garras hahaha *-*

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

 

Essa última foto, é uma das melhores que já vi dela, com essas unhas grandes e lindas cor de prata bem brilhante 🙂

Então é isso, mandem idéias de unhas de famosas que vou mostrando aqui, beijos !!

Dicas para tratar das unhas fracas

Imagem

Fortalecer as unhas e deixá-las compridas não é uma batalha fácil, mas, sim, é possível conseguir ficar com as garras longas e livre do hábita de roê-las. Você já fez tudo o que sua manicure aconselhou. Dos tradicionais óleos de cravo aos esmaltes de cor escura e nada de suas unhas ganharem resistência. A cada dia que passa elas se tornam ainda mais frágeis e quebradiças. Mas não se engane, os motivos podem variar desde o uso constante de produtos químicos (como detergente) a problemas alimentares.

Comece pela Base

Uma dica de ouro é apostar nas bases fortificadoras para as unhas. Segundo a manicure, já existem no mercado esmaltes que contêm vitaminas E e B5, componentes importantes para o crescimento das unhas. Para fortalecer as unhas, não tem outra saída: aplique uma boa base – antes do esmalte e renove as cores das unhas toda semana.

Atenção na Alimentação

As unhas necessitam de vitaminas e proteínas para ficarem fortes. Quando o corpo sente falta de nutrientes, os primeiros a sofrer com a mudança são os cabelos e unhas. É bom lembrar que os regimes de emagrecimento severos contribuem para enfraquecer as unhas. Por isso alimentação adequada é fundamental para manter a saúde das unhas.

Cuidado com os esmaltes

Usar os esmaltes por muito tempo nas unhas (mais de uma semana) prejudica no crescimento das garras. As unhas acabam ficando fracas e quebradiças. Uma boa dica é retirar o esmalte, pelo menos, um dia antes de fazer as unhas. Desta forma, a unha vai respirar antes de ser esmaltada novamente.

Pare de roer, menina !

O hábito de roer as unhas, está associado à ansiedade, ou, por costume criado desde a infância. Todo mundo sabe que é uma tarefa difícil, nas não é impossível deixar de roer as unhas. A saliva é prejudicial para as unhas. Como é ácida, também provoca o enfraquecimento das mesmas. Para ficar livre desse hábito, invista nas unhas postiças, ou então, pinte-as com esmaltes intensos, desenhos, adesivos, etc. Faça as unhas uma vez por semana e sempre passe um esmalte. A unha esmaltada evita que a pessoa roa.

Não tire a cutícula profundamente

Outra dica muita importante é não retirar muito as cutículas, e sim, apenas o excedente, para evitar a entrada de fungos e bactérias. 

Na hora da limpeza, lembre-se das luvas

Os componentes químicos dos produtos de limpezas também enfraquecem as unhas. Por isso, jamais se esqueça de usar boas luvas de borrachas, mesmo que sela para lavar a louça.

Prefira os removedores

As acetonas – ainda se utilizadas em excessos – deixam as unhas fracas e ressecadas. Prefira retirar os esmaltes com removedores que não fazem tão mal às unhas, os mais indicados são os produtos que contenham óleos hidratantes ou glicerina.